De segunda a sexta, 8h30 na

teste teste teste
Miopia
Saúde

Miopia

Causas, sintomas e tratamentos

Por Sempre Bem

A miopia é um problema de visão em que a pessoa tem dificuldade para enxergar objetos à longa distância. Está entre os três distúrbios visuais mais comuns nos brasileiros, sendo os outros a hipermetropia e o astigmatismo, e pode até vir junta deste último. Anualmente, mais de 2 milhões de casos de miopia são diagnosticados no país, tornando a população que apresenta essa condição maior à medida que o tempo passa. A miopia é hereditária e se manifesta ainda durante a infância. Se não for diagnosticada e tratada logo, o quadro se agrava durante a adolescência e a idade adulta. Quando cuidada da forma correta, o problema pode ter seus efeitos minimizados, estabilizados ou até curados.

O que causa a miopia?

Para a nossa visão sair perfeita ela depende de dois aspectos físicos do nosso olho: os formatos da córnea e do cristalino. Eles são responsáveis pelo foco das imagens e pela refração igualitária da luz na estrutura ocular. Quando esses componentes apresentam deformidades ou são muito longos, como pode acontecer com a córnea, a imagem pode sair desfocada ou borrada. Além disso, outros problemas oculares, como a catarata, podem originar a miopia, caso deformem o olho de alguma maneira. Algumas pessoas acham que fatores externos também podem ser influenciar, como a longa exposição a telas de TV, computadores, etc. No entanto, especialistas afirmam que a miopia surge, primordialmente, de alguma alteração física nos globos oculares.

Quais são os sintomas?

Os sintomas da miopia são facilmente identificáveis pelo míope, pois a visão logo fica embaçada e enxergar o ambiente ao redor se torna cada vez mais difícil. Além disso, outros sinais também surgem, como:

  • - Dores de cabeça;
  • - Fadiga ocular;
  • - Piora da visão no período noturno.

Uma vez que a pessoa passa por esse quadro, é recomendável que ela procure um oftalmologista.

Tratamentos

O uso de óculos é o tratamento mais popular entre os míopes. Logo após o diagnóstico, o paciente deve encomendar o objeto com o grau correto e usá-lo com a frequência recomendada pelo médico. O tratamento corretivo também pode ser feito com lentes oculares, caso a pessoa apresente um grau mais elevado ou precise do tratamento diariamente. A cirurgia refrativa é realizada quando o paciente já apresenta um grau de miopia estabilizado, o que normalmente ocorre com pessoas maiores de 18 anos. Esse procedimento tem como objetivo corrigir de forma permanente a deformidade na córnea e existem três variações para ele, sendo elas:

  • - Cirurgia Lasik: o médico realiza um corte na córnea e, com um laser, corrige o formato da córnea;
  • - Cirurgia PRK: o procedimento é bastante parecido com o anterior, com a exceção do corte na córnea;
  • - Implante de lente: em casos de miopia muito grave, o médico realiza um corte na córnea do paciente e implanta uma lente permanente.

A cirurgia é procedimento delicado e, por isso, o paciente pode apresentar infecções no olho ou até ter o quadro de miopia piorado após a intervenção. Portanto, é imprescindível que o paciente converse com o médico para receber todas as orientações adequadas. Confira também uma matéria com mais detalhes sobre o assunto que foi exibida no Programa Sempre Bem.

Por Sempre Bem

Comentários

Cantinho da Fê

Fernanda Queiroga mostra que uma produção não precisa de muito para fazer bonito.

Conheça