fbpx

Aos domingos, 8h15 no

teste teste teste
mulher ajuda homem senior a realizar exercício mulher ajuda homem senior a realizar exercício Foto: Adobe stock
Saúde

Como reduzir as dores causadas pela artrose

Por Sempre Bem

A osteoartrite, popularmente conhecida como artrose, é um importante comprometedor do bem-estar do indivíduo. Apesar de ser mais comum em idosos, a doença também afeta pessoas mais jovens e causa muita dor, além de dificultar a locomoção.

De acordo com levantamento do Ministério da Saúde, a osteoartrite afeta cerca de 15 milhões de indivíduos no Brasil. Além disso, a artrose é a quarta doença que mais diminui a qualidade de vida a cada ano vivido, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Como não existe cura, é importante buscar tratamentos e adotar novos hábitos para reduzir as dores causadas pelo problema. Por isso, o Sempre Bem ouviu Roberto de Carvalho, ortopedista no Hapvida, para saber os cuidados para conviver com a artrose sem tanto incômodo. Confira!

O que é a artrose?

A artrose é uma doença que causa o desgaste da cartilagem que cobre as extremidades dos ossos, causando dor nas articulações, inchaço e dificuldade de locomoção. Além disso, ela também afeta ligamentos e demais componentes que integram o sistema locomotor. A osteoartrite é mais comum nos membros inferiores, mãos e coluna, mas pode ocorrer em qualquer parte do corpo.

“A osteoartrite é um processo inflamatório que acomete a extremidade dos ossos em suas articulações. E as dores provêm exatamente dessa inflamação que, normalmente, tem na dor uma de suas características”, explica o ortopedista Roberto de Carvalho.

Assista à reportagem da Ladinne Campi sobre o tema (Dores Articulares: entenda as causas)

Por que as articulações se desgastam?

São as articulações que suportam o peso do nosso corpo. Ao longo dos anos, o atrito e impacto que elas sofrem com algumas atividades cotidianas ou por exercícios de grande esforço podem levar a danos na cartilagem articular. 

“O processo degenerativo da articulação é inevitável. O avançar da idade acarreta o quadro osteoartrítico e todos apresentaremos o problema em maior ou menor grau. Contudo, existem muitos recursos capazes de minimizar seus efeitos e retardar suas consequências”, comenta o especialista.

Os fatores que podem influenciar o aparecimento da doença são: idade avançada, sexo (mulheres são mais afetadas), esforço repetitivo, lesões nas articulações, deformidades ósseas, traumas durante atividades físicas, entre outros. 

De acordo com o ortopedista, nos jovens, as causas podem estar ligadas à infecção, trauma e sobrecarga em atividades esportivas. Essa última tem crescido consideravelmente devido ao aumento de intensidade esportiva realizada pelas pessoas. Por isso, é fundamental o acompanhamento de um profissional durante os treinos. 

Quais as áreas mais afetadas?

  1. Coluna: normalmente acomete as vértebras do pescoço, causando o osteofitose (bico de papagaio).
  2. Joelhos: as articulações do joelho são as mais afetadas pela osteoartrite, provocando rigidez, inchaço e dificuldade ao realizar movimentos simples, como sentar, levantar e andar.
  3. Quadris: também muito comum, a artrose no quadril ocasiona dores e rigidez, dificultando a movimentação e comprometendo atividades simples, como vestir-se e calçar os sapatos.  
  4. Tornozelos: não é comum de ocorrer, normalmente a artrose nessa parte do corpo é consequência de lesões graves nos ligamentos ou de doenças inflamatórias.
  5. Pés: a osteoartrite no pé pode ser resultante de uma deformidade conhecida como joanete, causando rigidez e dificultando o uso de calçados. Ela pode ocorrer nos dois pés ou em um deles, atingindo diferentes regiões. 
  6. Mãos: afeta principalmente mulheres após a menopausa e pode ter fatores hereditários. A doença causa rigidez, inchaço e dormência nas articulações dos dedos.

Como é feito o diagnóstico? 

O diagnóstico da artrose é feito pelo médico, que avalia a articulação afetada e recomenda os exames necessários, como ressonância magnética, raio-x, entre outros. 

Leia também (Reposição de vitaminas para idosos: por que é necessário?)

Como aliviar as dores da artrose

Atualmente, a artrose não tem cura, mas os tratamentos visam à redução da dor e manutenção do movimento articular. O ideal é associar medicamentos e exercícios físicos com acompanhamento de um fisioterapeuta ou profissional de educação física para que não haja mais danos às articulações. 

Medicamentos

Alguns medicamentos indicados para tratar a osteoartrite são os analgésicos simples e anti-inflamatórios não esteroides, que ajudam no alívio da inflamação e da dor. 

“Os trabalhos não mostram consenso, todavia, a minha prática clínica com mais de 1000 pacientes atualmente em tratamento evidencia que o uso de medicamentos à base de Glicosamina e Condroitina, bem como o uso de colágeno, melhoram substancialmente a função articular”, revela o médico. 

Leia também (Saúde das articulações: cartilagens precisam de colágeno)

Suplementos

A suplementação pode ser indicada para algumas pessoas. “A utilização de suplementos à base de colágeno tipo II associado ao BCAA, tem se mostrado um adjuvante importante para pacientes que apresentam não apenas o quadro osteoartrítico, mas também uma acentuação da perda muscular. O Viscolive SS é rotineiramente a minha escolha nesses casos”, aponta o ortopedista.

Atividade física

Embora muita gente ache que exercício físico faz mal a quem tem problemas articulares, estudos realizados por uma universidade em Melboune, Austrália, afirmaram que se exercitar de forma orientada faz bem para quem tem osteoartrite no joelho.

Para Roberto, “a atividade física de forma geral é extremamente benéfica às articulações, pois estimula a produção do líquido sinovial, responsável pela lubrificação articular e nutrição da cartilagem, bem como fortalece a musculatura, propiciando melhor estabilidade articular”, afirma. 

Porém, os exercícios físicos de alto rendimento devem ser evitados. De acordo com o especialista, atividades físicas extenuantes por tempo prolongado irão acarretar um desgaste natural mais acelerado e certamente as suas consequências serão vistas mais cedo. Portanto, atividades leves a moderadas são as mais indicadas para promoção de saúde física e mental.

Veja a reportagem (Perda de Massa Muscular: Saiba Como Evitar)

Fisioterapia

A fisioterapia é uma forma de obter um acompanhamento individualizado, com um programa de exercícios para fortalecer e alongar os músculos ao redor da articulação, aumentar a amplitude de movimento e diminuir a dor.  

Agora que você já sabe o que fazer para reduzir as dores causadas pela artrose, consulte um especialista e saiba que tipo de atividade mais se adapta ao seu caso. Afinal, como lembra o ortopedista Roberto de Carvalho, “a ordem é viver bem com ou sem osteoartrite”.

Conteúdos relacionados

Fonte:

ortopedista roberto de carvalho

Roberto de Carvalho

Ortopedista, membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia-SBOT e da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho-SBCJ | Instagram: @drroberto_orto 

Referências externas: Sociedade Brasileira de Reumatologia | Minha Vida | Blog Educação Física | Blog Pilates 

Por Sempre Bem

Comentários

Cantinho da Bruna

Bruna Thedy mostra que uma produção não precisa de muito para fazer bonito.

Conheça