fbpx

Aos domingos, 8h15 no

teste teste teste
homem preparando alimentos homem preparando alimentos Foto: iStock
Saúde

O papel da alimentação no combate ao colesterol ruim

Por Sempre Bem

Quando o assunto é gordura no sangue, é fundamental entender a importância de uma boa alimentação para combater o colesterol ruim e aumentar os níveis do bom colesterol. Amanhã, dia 8 de agosto, é o Dia Nacional de Combate ao Colesterol e o Sempre Bem vai mostrar tudo o que é possível fazer para tirar esse mal da sua vida.

Para se ter uma noção do tamanho do problema, o Ministério da Saúde (MS) estima que o colesterol alto é uma das causas principais de doenças cardiovasculares, incluindo o infarto e o acidente vascular cerebral (AVC). De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 30% dos óbitos no mundo ocorrem por causa desse tipo de doença.

Entendendo o colesterol

O colesterol é um tipo de gordura que é essencial para o bom funcionamento no organismo. Existem dois tipos de colesterol, o bom (HDL) e o ruim (LDL) e ambos devem circular no sangue para garantir o bom funcionamento do corpo. 

Porém, se a concentração de HDL estiver baixa ou os níveis de colesterol LDL estiverem altos, aumenta o risco de manifestação de doenças cardiovasculares. Uma dessas complicações é a aterosclerose, que é o acúmulo de placas de gorduras nas artérias. A formação dessas placas impede o livre fluxo do sangue, o que pode causar problemas cardíacos. 

Uma visita periódica ao médico para realização de check-up é muito importante para avaliar as taxas de colesterol no sangue.

Colesterol bom (HDL)

O HDL ou colesterol bom atua na retirada de moléculas de gordura (incluindo o mau colesterol), levando-as para o fígado para serem metabolizadas e eliminadas do organismo. Assim, o HDL impede que as gorduras se acumulem nos vasos sanguíneos e previne as doenças cardíacas.

O valor de HDL recomendado para manter a saúde de homens e mulheres em dia é acima de 40 mg/dL. 

Colesterol ruim (LDL)

O LDL ou colesterol ruim também é fundamental para o bom funcionamento do corpo, pois é ele que ajuda na formação dos hormônios. Acontece que a concentração de LDL elevada favorece a oxidação das células de gordura, proporcionando a formação de placas dentro dos vasos sanguíneos e aumentando o risco de doenças cardiovasculares.

O ideal é que os níveis de LDL estejam abaixo de 130 mg/dL em pessoas que não tenham fatores de risco de agravamento, como fumantes, pessoas com diabetes, pressão alta etc.

 Saiba mais sobre isso vendo a matéria do programa Sempre Bem no vídeo (O Bom e o Mau Coslesterol

 

Alimentação

De acordo com o MS, o colesterol alto na população adulta, geralmente, está associado à obesidade, a uma alimentação inadequada e à falta de exercícios físicos. Para a nutricionista Lívia Mota, “a formação de colesterol dependerá da genética, do estilo de vida, da prática de atividade física e da dieta”, afirma. Portanto, uma alimentação saudável é essencial. 

“Os alimentos ingeridos são de extrema importância para o controle dos níveis de LDL (colesterol ruim) e HDL (colesterol bom)”, reforça a profissional. Saiba quais são os alimentos que ajudam a manter as taxas de gordura no sangue em equilíbrio.

O que pode comer

alimentos naturais
Opte por alimentos fontes de gorduras boas, como abacate, amêndoas, castanhas e peixes ricos em ômega-3, como salmão | Foto: iStock

 

Alguns alimentos auxiliam no aumento dos níveis de colesterol HDL no sangue. A especialista recomenda o consumo de alimentos integrais, como pão e arroz integrais, aveia, frutas e verduras, pois eles fornecem ao organismo boas doses de fibras. Também deve-se optar por alimentos fontes de gorduras boas, como abacate, amêndoas, castanhas, leites e iogurtes desnatados e peixes ricos em ômega-3, como salmão.

O que não deve comer

Na lista de vilões do colesterol estão as gorduras saturadas e trans. Evite consumir produtos industrializados, como biscoitos, macarrão instantâneo, refrigerante etc., e alimentos muito gordurosos, como batata frita, salgadinhos e frituras em geral. 

Sedentarismo

Outro fator que aumenta muito a concentração do colesterol ruim no sangue é o sedentarismo. Lembra que o HDL limpa o sangue direcionando as gorduras do LDL para o fígado? Então, a prática de atividade física aumenta os níveis do bom colesterol, melhorando o equilíbrio do organismo.

Clinic Farma

Nas Farmácias Pague Menos, você também encontra ajuda para controlar o colesterol no Clinic Farma, um espaço totalmente voltado para o atendimento farmacêutico qualificado e personalizado. Ao todo, são 852 locais de atendimento distribuídos nos 26 estados e no Distrito Federal. Procure o mais próximo de você!

Assuntos relacionados

Fonte:

Lívia Mota

Nutricionista clínica, pós-graduanda em nutrição esportiva. CRN/CE: 20761 | Instagram: @liviamota.nutri

Referências:

Ministério da Saúde | Portal Tua Saúde | Revista Saúde  

Por Sempre Bem

Comentários

Cantinho da Bruna

Bruna Thedy mostra que uma produção não precisa de muito para fazer bonito.

Conheça