fbpx

Aos domingos, 8h15 no

Por Sempre Bem

Curiosidades Do Verão: Como Manter A Saúde Da Pele

A estação mais esperada do ano chegou. Que o verão exige cuidados específicos, isso todo mundo já sabe! Mas, na prática, questões simples podem dar muita dor de cabeça. E a repórter Ladinne Campi dá dicas para você passar pela temporada do sol cheia de saúde. Confere!

É verdade ou mito: quem tem manchas ou cicatrizes na pele não pode pegar sol?

De acordo com o dermatologista Fabiano Magacho, as manchas, em especial o melasma, normalmente respondem ao sol e são pioradas pela exposição solar. Já as cicatrizes, as mais problemáticas são as recentes, que ainda têm inflamação e estão vermelhas.

Leia também (Melasma: manchas não têm cura, mas têm tratamento)

Usar maquiagem na praia prejudica a pele?

“Primeiro, sempre lembrar que mesmo que a maquiagem tenha fotoproteção, deve-se usar por baixo um protetor solar. Pode usar protetores com um toque bem seco, bem leve e que vão proteger e não atrapalhar. Talvez ele funcione até como primer para a maquiagem”, responde o especialista.

Quanto aos óleos encontrados nas praias, quais são os riscos e os danos que podem trazer para a nossa pele? 

Conforme o profissional, caso ocorra o contato, é possível fazer a limpeza com gelo, azeite ou óleo de cozinha para tentar retirar o mais rápido possível o óleo. Outra dica é procurar um dermatologista caso surja qualquer sinal de irritação na pele.

O que fazer se exagerar no sol?

É importante ter bastante cuidado e usar “compressas frias para tentar aliviar a dor. Caso surjam bolhas ou sinais de uma queimadura um pouco mais grave, procurar o serviço médico, de preferência um dermatologista, e vale lembrar o uso do protetor solar”, pontua Fabiano. 

Veja a reportagem (Vem Verão! Tudo Sobre Bronzeamento)

Ele deve ser reaplicado a cada duas horas ou de acordo com a orientação do dermatologista. Sempre que a pessoa for à água e se molhar, mesmo que esse protetor seja resistente à água; passe a toalha ou qualquer coisa que possa removê-lo, até mesmo o suor; o produto deve ser reaplicado o quanto antes.

Como proceder se for queimado por uma água-viva?

Para o dermatologista, o contato com a água-viva não causa queimadura, ela deixa pequenos ferrõezinhos incrustados na pele e a água doce ajuda a liberar o veneno deles. Então, o vinagre ajuda a evitar que eles espalhem o veneno na pele e aumentem a dor. 

É importante evitar mitos como o uso da urina para lavar o local. O ideal é tentar aliviar a dor com compressa gelada. “No caso de bolhas, lesões, queimaduras ou ardor mais forte, procurar um serviço médico mais próximo”, ressalta o médico. 

O que fazer para prevenir micoses de areia?

A dica é usar toalha de praia ou canga, para que a pele não fique muito tempo em contato direto, principalmente nas áreas onde se suspeita que a areia é um pouco mais suja. 

“Muitas vezes, a micose de praia é chamada também de pano branco e é causada por um fungo que já está na pele”, comenta Fabiano. Com a exposição ao sol, esse fungo aumenta a sua população na pele e começa a se manifestar com manchas brancas que mudam de cor principalmente quando se pega o sol, a chamada pitiríase versicolor. 

De acordo com o especialista, o tratamento é feito com antifúngico. Logo, o ideal é procurar o dermatologista.

Como se deve proceder ao entrar no mar e descobrir que a água está imprópria para o banho?

“É importante ficar atento aos sinais principalmente de indisposição gastrointestinal, enjoo, indisposição ou qualquer coisa do tipo. O recomendado é procurar um serviço médico o mais rápido possível”, recomenda Fabiano Magacho.

Conteúdos relacionados

Matéria originalmente veiculada no programa de 22 de dezembro de 2019.