fbpx

Aos domingos, 8h15 no

Por Sempre Bem

Exageros na Comilança: Como Fugir?

Tem uma coisa que não dá pra negar: as festas de fim de ano fazem muita gente sair da dieta, né? Na hora do exagero, bate aquela azia, aquele desconforto, e é preciso encontrar uma solução. O nutricionista Sandoval Albuquerque veio dar várias dicas! Se liga.

Tem uma coisa que não dá para negar: as festas de fim de ano são sempre momentos que fazem muita gente sair da dieta. 

E na hora do exagero bate aquela azia, aquele desconforto e é preciso encontrar uma solução. Por isso, a gente está aqui com o nutricionista Sandoval Albuquerque para falar sobre isso. 

O que acontece em dezembro que é tão difícil seguir a dieta?

De acordo com o nutricionista, isso já é um comportamento social, pois desde criança se aguarda a data e também por conta da ceia e dos alimentos que são ofertados nesta ocasião. São vários encontros, vários amigos secretos e aí os exageros acontecem.

Quais são as melhores maneiras de tentar fugir desses exageros?

É importante em primeiro lugar seguir um plano alimentar. “Mesmo que você vá sair para a confraternização, faz a sua dieta e uma alimentação saudável para não chegar com tanta fome”, ressalta o especialista.

Existem algumas substituições que podem ser feitas nesta época?

A dica é trocar refrigerante por água com gás ou insumo de limão. Segundo o profissional, os refrigerantes são ricos em corantes artificiais que agridem o intestino, causando azia e desconforto. Por isso, é fundamental evitar essas bebidas muito açucaradas.

Quais são os alimentos que são bem típicos nesta época do ano que causam estufamento?

“Todos os ricos em carboidratos refinados têm a propensão de causar desconforto. Desdes as farofas, que são calorias vazias, e uma farinha refinada sem grande valor nutricional; até os panetones e chocotones, pois os chocolates que são utilizados nesses bolos não são 70% que têm antioxidante e já são chocolates ao leite repletos de açúcar”, cita Sandoval.

Falando especificamente dos alimentos da ceia, o que deve ser evitado e o que não causa tanto problema?

Conforme o nutricionista, se a pessoa gosta de comer panetone, ela deve descartar a rabanada, porque é um excesso de carboidrato refinado. Então, eleja o alimento que faz bem e o coma com moderação.

Leia o artigo (É possível não exagerar na ceia de Natal? Nutri dá dicas)

Também é interessante colocar outros alimentos no prato, como peru e chester “que são alimentos proteicos que dão saciedade em vez de colocar sempre aqueles alimentos ricos em carboidratos”, explica Sandoval.

Existe algo que pode ser feito durante a refeição para aliviar algum tipo de desconforto?

As bebidas açucaradas liberam muita insulina e não vão fazer bem para esse momento da refeição. Para o especialista, a pessoa também pode colocar saladas, folhas, vegetais e legumes que são ricos em fibras, diminuindo o índice glicêmico desse carboidrato refinado. 

Veja também (Digestão: Da Boca Ao Estômago)

Isso faz com que essa absorção seja mais lenta e gradual pelo organismo, sem causar tanto impacto negativo para a saúde.

Detox pós-ceia

Se a pessoa não conseguiu se controlar, exagerou na ceia e no dia seguinte acordou com azia e estufamento, é preciso “fazer uma detoxificação e cuidar do fígado que pode ter exagerado na bebida”, recomenda o profissional.

A dica é utilizar salsinha com coentro em um suco verde. O coentro é altamente detoxificante. Apesar de ter um sabor forte, é possível mascará-lo com uma melancia ou suco de abacaxi.

Segundo Sandoval, é muito comum utilizar beterraba com laranja, pois esse suco também ajuda na detoxificação hepática e hidratação. Exagerou num dia, precisa se hidratar para o corpo voltar a funcionar. A gente precisa dar uma controlada para começar o ano novo justamente sem os quilinhos a mais.

Conteúdos relacionados

Matéria originalmente veiculada no programa de 22 de dezembro de 2019.