fbpx

Aos domingos, 8h15 no

Por Sempre Bem

Fuja da Gordura Abdominal: Ela Causa Diversos Problemas

Manter o corpo saudável é um desafio na atualidade. Segundo o Ministério da Saúde, 40% dos brasileiros estão acima do peso. A gordura que se acumula no abdômen é um dos fatores de risco para diversas morbidades. Saiba tudo na matéria!

Fuja da Gordura Abdominal

Você sabe o que causa e quais são as consequências da gordura abdominal? O Sempre Bem vai te dar todos os detalhes sobre isso com a repórter Ladinne Campi.

Manter o corpo saudável é um desafio na atualidade. Segundo o Ministério da Saúde, 40% dos brasileiros estão acima do peso. A obesidade abdominal é um dos fatores de risco para diversas morbidades.

Leia também (Probióticos podem combater obesidade e outras doenças)

Fator de risco para doenças metabólicas e cardiovasculares

Para o endocrinologista Glauber Rocha, a gordura que nos preocupa é a visceral, ou seja, aquela gordura que está ao redor ou nas próprias vísceras. Ela é o principal fator de risco para as doenças metabólicas, em especial, diabetes e hipertensão arterial. 

Veja a reportagem (Relação Entre Metabolismo E Acúmulo de Gordura)

Doenças cardiovasculares, como infarto e AVC também estão muito ligadas ao diabetes e hipertensão, além dos níveis de colesterol.

A gordura visceral tem uma importância e relação muito grande com todas as doenças relacionadas à parte cardiovascular. “A Sociedade Brasileira de Cardiologia e outras instituições internacionais têm parâmetros para essa gordura abdominal na circunferência abdominal”, acrescenta Michelle De Simone, nutricionista. 

Leia também (Hipertensão: doença é uma bomba silenciosa)

Causas do acúmulo de gordura na região abdominal 

O homem desde cedo, pelo fator hormonal, tem predisposição do depósito de gordura abdominal. No entanto, a mulher após a menopausa se iguala ao homem, porque vai ter mais tendência ao acúmulo de gordura nessa região.

“Mulheres com ovário micropolicístico têm predisposição ao depósito de gordura abdominal, portanto, têm resistência à ação da insulina, diabetes, hipertensão e distúrbios dos lipídios”, pontua o endocrinologista.

Veja também (Uma Doença Chamada Obesidade: como cuidar e controlar)

Medidas da circunferência abdominal

  • O ideal é que mulheres mantenham a circunferência abdominal com 80 cm e o sinal de alerta é 88 cm. 
  • Já os homens com 90 cm e o sinal de alerta vai para 102 cm.

Alimentação 

O padrão alimentar ocidental rico em gordura, sal, açúcar e pobre em fibras, é considerado extremamente nocivo. Segundo o especialista, essa alimentação associada ao sedentarismo predispõe ao ganho de peso, principalmente com a gordura visceral que é a mais prejudicial.

“Uma alimentação rica em fibras, verduras, legumes, proteína de boa qualidade, com gordura magra e saudável, por exemplo, abacate, nozes e azeite; e um equilíbrio entre as refeições é a chave do sucesso”, adiciona a nutricionista.

Ter uma alimentação equilibrada ao longo do dia, da semana, do mês e dos anos ajuda a prevenir e tratar diversas doenças. A atividade física também deve estar associada a essa rotina alimentar.

Assista à reportagem (Desafios da Boa Nutrição no dia a dia)

Atividade física

Conforme Beatriz Costa, profissional de educação física, exercícios resistidos e exercícios aeróbicos combinados têm o maior benefício para a queima da gordura, no caso a queima das calorias. 

Exercícios em casa

Em casa, é recomendado fazer exercícios livres com auxílio somente do corpo, por exemplo, polichinelos, abdominais isométricos e dinâmicos, apoio de frente, agachamento livre e avanço.

Atividade física na academia

“Na academia, você pode se beneficiar com exercícios tanto na esteira, como no elíptico e bike. Além disso, podem ser feitos exercícios no supino reto, leg press, hack, leg horizontal, cadeira extensora, entre outros”, pontua a profissional de educação física.

Confira o artigo (Projeto Verão: Os Melhores Exercícios Para Emagrecer)

Importância de procurar um médico e realizar exames

Além da prática regular de atividade física, o médico ressalta a importância de realizar exames periódicos. Glauber Rocha explica que é importante ser examinado por um profissional; fazer exames; detectar como estão os níveis de açúcar no sangue, a pressão arterial e os níveis de colesterol; e outros fatores mais específicos que o médico estará apto para pesquisar. 

Outro ponto interessante é a pessoa alertar para o que está fazendo de errado, pois existe chance de reverter o problema “por meio da mudança de hábitos de vida, ou seja, hábitos alimentares de forma mais consistente e a prática regular de atividade física é fundamental”, recomenda Glauber.

Não há como ter saúde do ponto de vista metabólico, ter uma circunferência abdominal adequada e evitar esses problemas, se a pessoa não praticar exercício físico regularmente.

Conteúdos relacionados

Matéria originalmente veiculada no programa de 24 de novembro de 2019.