fbpx

Aos domingos, 8h15 no

Por Sempre Bem

Bromidrose: o que é, causas, prevenção e tratamento

A bromidrose é o mau cheiro, ou odor desagradável, que afeta principalmente as axilas, virilhas e os pés. Ela ocorre devido à presença de bactérias e fungos. Entenda mais com a nossa reportagem! Confira.

Bromidrose

Suas axilas suam muito no decorrer do dia? Preste atenção, pois isso pode ser bromidrose. Esse problema acomete homens e mulheres, causando incômodo devido ao odor desagradável característico dessa doença.

Para explicar o que é, as causas, prevenção e como tratar, o Sempre Bem de hoje vai tirar suas dúvidas com a dermatologista Livia Brasil. Confira!

O que é bromidrose?

A bromidrose é o odor desagradável, principalmente em axilas, virilhas e pés. Existe a presença de bactérias e fungos que vão produzir uma substância com um odor muito forte e desagradável. 

“O paciente reclama de sua roupa que está com um cheiro muito forte, porque incomoda socialmente e prejudica a qualidade de vida. Então, é uma doença que precisa ser tratada”, relata Patricia Brasil, dermatologista.

Esse é um problema comum, e a academia é um lugar onde esse mau cheiro pode aparecer com mais frequência justamente por causa da grande produção de suor. Adriano Bonina, gerente operacional, revela que soa muito na academia, porque pratica vôlei na área externa com sol pela manhã, por isso, sua blusa fica molhada de suor. 

Contudo, ele se preocupa com o mau cheiro e por conta disso, leva uma bolsa para a academia com toalha, roupa extra e produtos para fazer assepsia durante o banho. “A higiene é fundamental, principalmente em ambientes que são compartilhados com outras pessoas “, fala.

Causas

Para a especialista, a principal causa desse problema é a presença de bactérias e fungos que não estão presentes na microbiota normal e na pele normal, e acabam por algum desequilíbrio dessa pele, habitando essas regiões e causando mau cheiro.

É preciso estar atento a situações favoráveis ao problema, como ambientes quentes e úmidos, que favorecem a proliferação dessas bactérias e fungos que vão causar substâncias com odor forte e desagradável. 

Prevenção

Para evitar o mau cheiro, basta adotar alguns hábitos simples, por exemplo, “usar roupas leves, calças e blusas mais folgadas; a questão da higiene com banhos mais frequentes, de duas a três vezes ao dia; usar desodorante que tenha substâncias que ajudam no tratamento. Isso vai evitar que a doença se manifeste”, descreve a dermatologista. 

A higiene também é superimportante, principalmente nos homens, em quem a doença é mais comum devido à quantidade de hormônio ser maior nesse sexo. Esse hormônio vai estimulando a glândula do suor, que produz mais suor.

Tratamento

De acordo com Livia, o tratamento da bromidrose é à base de antifúngicos e antibióticos. Há opções de manipulados e de produtos prontos no mercado, geralmente em spray para simular o desodorante, assim como loções e cremes também podem ser usados.

Outros problemas associados com a bromidrose

Vale um alerta, muitas vezes esse mau cheiro está associado a outro problema. “É uma doença que pode aparecer sozinha, mas se associa com a hiperidrose, que é a produção excessiva de suor. O paciente soa bastante, às vezes, mãos, pés e axila. Grande parte deles que têm um odor desagradável também vão ter uma produção maior de suor”, fala Patricia.

Nesse caso, é preciso tratar também a hiperidrose, que o paciente só vai melhorar quando fizer o controle da produção excessiva do suor. “O tratamento pode ser feito por meio de toxina botulínica e produtos que vão inibir a produção excessiva do suor”, salienta a dermatologista.

O componente psicológico também é importante, pois quando o paciente está muito ansioso ou estressado começa a produzir mais suor, o que acaba se associando com odor desagradável. Por isso, se deve tratar as duas doenças.

Conteúdos relacionados

Matéria originalmente veiculada no programa de 13 de outubro de 2019.