fbpx

Aos domingos, 8h15 no

Por Sempre Bem

Correr Faz Bem Para o Coração

O Sempre Bem trouxe a Karine Paz pra falar da experiência dela com a corrida e como isso foi terapêutico para melhorar a sua qualidade de vida, além de contribuir com a sua saúde. Confira!

Correr Faz Bem Para o Coração

Ter a saúde em dia é muito importante, ainda mais quando se trata de prevenir doenças cardiovasculares. A corrida é uma forte aliada da saúde do coração. Isso porque a atividade faz com que o órgão produza novas células musculares, ou seja, previne falhas no coração, pois o tecido cardíaco se regenera.

Para o educador físico Rossman Cavalcante, o sistema cardiovascular é o mais beneficiado. O exercício amplifica o funcionamento do coração e da rede de vasos sanguíneos que leva sangue e oxigênio para todos os músculos do corpo.

A modalidade melhora a saúde em diversos aspectos. Além disso, combate o excesso de peso e o colesterol alto, regula a pressão arterial e diminui o risco de doenças do coração. Saiba como!

Benefícios da corrida para o coração

Como toda atividade aeróbica, a corrida tem alguns benefícios específicos para o sistema cardiovascular. Por exemplo, como a pessoa precisa fazer um esforço contínuo, o coração precisa mandar uma quantidade maior de sangue para que os músculos produzam energia e a pessoa tenha energia para continuar correndo.

“Esse mecanismo, com o passar do tempo e de forma progressiva, torna o coração mais forte. Novos vasos são criados e os antigos são reativados para garantir que o próprio músculo cardíaco receba uma quantidade maior de sangue e possa trabalhar com mais eficiência”, explica o educador físico.

Nos membros inferiores, também vai aumentar a vascularização local. Isso faz com que o sangue circule de forma mais fácil, transportando oxigênio e nutrientes para os músculos, para que haja produção de energia de forma satisfatória.

Quem pode correr?

Conforme Rossman, nem todo mundo está habilitado para correr. Por exemplo, uma pessoa com sobrepeso ou obesa, que seja sedentária, pode colocar o sistema cardiovascular em risco. Se tiver um histórico de doença cardíaca na família ou problema cardiológico que ainda não foi diagnosticado, também pode ser um risco.

Se alguém tem interesse em começar um programa de corrida e participar de uma das provas que acontece ao longo do ano, é importante avaliar se a sua saúde está 'ok' com um médico.

Cuidados antes de correr

“É importante tomar alguns cuidados quando você for começar a correr: não ter um volume muito grande de treino, respeitar os seus limites, fazer uma preparação muscular - porque a musculatura vai ser o seu maior amortecimento - e investir um pouco na técnica da corrida”, orienta Marcio Atalla, educador físico.

O ideal é complementar a corrida com alguma atividade de força e com alguns exercícios de alongamento e flexibilidade, pode ser na sala de musculação, pilates ou no crossfit.

A corrida ajudou a superar os meus limites, melhorou minha respiração, me deu novos amigos e elevou minha autoestima”, afirma a contadora Karine Paz, que teve problemas no coração e se superou por meio do tratamento e da prática de atividade física.

Matéria originalmente veiculada no programa de 29 de setembro de 2019.