Aos domingos, 8h15 no

Por Sempre Bem

Remédios Manipulados: saiba tudo sobre eles!

A nossa repórter, Criz Campos, foi até a loja 1000 da Pague Menos mostrar pra gente como funciona a Farmácia de Manipulação. Você saberia dizer todos os serviços que são feitos por lá? Então, se liga aqui.

Remédios manipulados

É muito comum que a gente saia de uma consulta médica com uma receita na mão. E se a receita for de um medicamento manipulado? Saiba tudo sobre esse assunto!

Características do remédio manipulado

Segundo a farmacêutica de manipulação Karine Frota, “o medicamento manipulado é confiável. Ele passa por vários processos de verificação tanto de fornecedor quanto da Vigilância Sanitária, tanto estadual quanto no âmbito municipal”. Ou seja, é feito um controle rígido nesse processo, por isso, existem farmacêuticos do início até o fim.

Diferente do medicamento industrializado, que já vêm com dosagem padrão, o manipulado é prescrito por profissionais habilitados, que vão colocar no remédio as características, as fórmulas e as quantidades de doses ideais para cada paciente. Cada ativo é medido e pesado de acordo com a receita.

No remédio manipulado, é possível trabalhar uma fórmula farmacêutica para a criança em forma de xarope, shake e chocolate. Isso na tentativa de buscar uma formulação diferenciada para atender a necessidade de cada cliente.

Associação de medicamentos

Para quem tem dificuldades de tomar remédios, os manipulados são uma ótima opção. “Você pode associar um ou mais ativos em uma única cápsula ou sachê, facilitando a adesão do paciente ao tratamento”, ressalta Karine Frota.

Em vez de tomar duas ou três cápsulas, o paciente pode tomar só uma, tendo a mesma eficácia e adesão melhor ao tratamento, que é uma grande dificuldade principalmente dos idosos.

A associação é interessante porque eu consigo fazer com que meu paciente consuma um só o produto com vários ativos. Dá para colocar ativos para a redução de ansiedade, emagrecimento e, assim, potencializar, junto com as Ciências da Nutrição, o tratamento perfeito para o paciente”, afirma a nutricionista Lívia Bôto.

Tratamento personalizado

A nutricionista prefere indicar para os seus pacientes os manipulados, porque tem total segurança do que vai ter na fórmula, além de conseguir personalizar ainda mais o tratamento, que é direcionado só para o paciente e suas necessidades.

“Se você é alérgico, é possível fazer um medicamento livre de corantes. Se tem intolerância à lactose, dá para fazer um remédio isento de lactose. Para pacientes veganos, existem as cápsulas vegetais que podem ser manipuladas”, explica a farmacêutica.

O medicamento manipulado é feito com os mesmos ativos da indústria farmacêutica. Por isso, ele vai ter o mesmo mecanismo de ação de um medicamento industrializado. A diferença é porque ele é mais específico e é de uso exclusivo do próprio paciente.

“Outros ativos precisam ser gastro-resistentes, e na farmácia na manipulação se consegue ter a cápsula própria para isso. Para cada paciente, eu faço uma receita e coloco a dosagem específica”, aborda a nutricionista.

Suplemento manipulado

É possível fazer um suplemento manipulado. Para Lívia, “na suplementação, a gente consegue personalizar ainda mais o produto. Dá para fazer suplementos não somente alimentares como esportivos, aminoácidos, proteínas, entre outros. Assim, o paciente consegue ter um resultado cada vez melhor”.

Matéria originalmente veiculada no programa de 1º de setembro de 2019.