fbpx

Aos domingos, 8h15 no

Por Sempre Bem

Prevenindo o Refluxo: mudança de hábitos é fundamental

O nosso sistema digestivo opera de uma forma sofisticada e harmoniosa, mas pode acontecer de ele não funcionar como deveria. E aí é quando surgem alguns problemas como o refluxo. Confira!

Prevenindo o refluxo

O sistema digestivo opera de forma sofisticada e harmoniosa, mas pode acontecer de ele não funcionar como deveria. É aí que surgem alguns problemas como o refluxo.

De acordo com o gastroenterologista Adriano Vasconcelos, “o refluxo é uma doença crônica bastante comum na sociedade''. 

Em torno de 15 a 20% da população mundial ocidental têm o retorno do ácido gástrico, do ácido clorídrico e do suco gástrico para o esôfago e para as vias aéreas superiores. Isso causa sérios sintomas e, às vezes, até algumas complicações.

Sintomas do refluxo

Os sintomas típicos de refluxo são azia e regurgitação ácida. Já os sintomas atípicos são tosse, otite, crise de asma e dor torácica.

Existem estágios do refluxo, dentre eles: o ocasional, que pode ocorrer uma ou duas vezes por semana e o diário, em que a pessoa pode acordar com aquela dor de garganta ou pigarro.

Causas

Uma série de modificações fisiológicas e anatômicas podem ocasionar o refluxo. Para o especialista, essa doença ocorre devido à dificuldade de manter o ácido dentro do estômago, que é uma mucosa preparada para recebê-lo. 

O esfíncter é um músculo do esôfago responsável por impedir que o ácido volte para esse órgão, mas quando está enfraquecido ou frouxo fica impossibilitado de barrar esse processo. 

No caso do estômago ir um pouco para dentro do tórax, pode haver uma hérnia de hiato, que também faz com que o ácido volte para o esôfago.

Tratamento do refluxo

O refluxo é uma doença crônica. Ele não tem cura, mas há tratamento e controle. Por meio do exame endoscópico, é possível identificá-lo. O tratamento pode ser feito com o uso de medicação, além de mudanças nos hábitos alimentares.

O tratamento cirúrgico vai depender do grau de refluxo e do resultado da endoscopia. Tudo isso vai ser visto e analisado individualmente em consultório.

Ao perceber sintomas de queimação no estômago, tosse seca e garganta irritada, o ideal é procurar ajuda médica para amenizar esse desconforto.

 

Matéria originalmente veiculada no programa de 25 de agosto de 2019.