Aos domingos, 8h15 no

Por Sempre Bem

Por que é tão difícil mudar?

Todos os dias, é comum a gente repetir as mesmas ações, mas tudo pode mudar a qualquer momento, você querendo ou não. Mas, afinal, de que forma a gente pode lidar com as mudanças? Confira.

Por que é tão difícil mudar? 

Todos os dias, é comum a gente repetir as mesmas ações, mas tudo pode mudar a qualquer momento, você querendo ou não. É o nascimento de um filho, uma separação, a morte de uma pessoa especial ou até mudar os seus hábitos.

Por que resistimos às mudanças

É difícil a gente mudar porque, organicamente, não estamos preparados para mudanças, e sim para economizar energia. Então, cada vez que o nosso cérebro precisa processar uma mudança de hábito, ele vai ter que fazer várias novas conexões. E até se adaptar a isso e tornar essa atividade um hábito, é um gasto energético muito grande.

Um outro problema da mudança é que a gente espera que caia do céu uma vontade e uma motivação para transformar nossa vida, porém não tentamos fazer isso internamente. Queremos, às vezes, que o mundo mude, as outras pessoas mudem, mas a gente não quer mudar.

Como mudar

Para a psicóloga Jamille Façanha, o básico da mudança é identificar os gatilhos que estão mantendo um comportamento que não é bom. Esses gatilhos podem ser emocionais e racionais. Contudo, o fator emocional é que dá um “start” para a mudança e não o racional.

Todo hábito pode gerar algum tipo de vantagem, mas a partir do momento que ele passa a trazer mais desvantagem, isso se torna um impulsionador imediato da mudança.

Por isso, é importante entender que não vai cair do céu a vontade de mudar. Então, você terá que fazer uma mudança realmente ativa todo dia. Tente mudar por si mesmo. Qualquer problema ou dificuldade, procure um psicólogo.

 

Matéria originalmente veiculada no programa de 18 de agosto de 2019.