fbpx

Aos domingos, 8h15 no

Por Sempre Bem

Saúde dos Ossos: é preciso cuidar em todas as fases

Ao longo da vida, nossos ossos passam por diversas transformações, da infância à melhor idade. Por isso, é importante saber como garantir mais saúde para eles. Assista!

Saúde dos Ossos

O corpo humano tem 206 ossos e para mantê-los fortes e saudáveis, é preciso ter alguns cuidados em todas as etapas da vida.

Segundo o ortopedista e nutrólogo, Moacir Bezerra, “os ossos são importantes para o corpo porque ajudam na sustentação, servem como uma alavanca para o movimento e os músculos, produzem células sanguíneas, além de serem fontes de cálcio e minerais”.

Amamentação

Nos primeiros anos de vida, o leite materno é importante na formação óssea do bebê. Para a nutricionista Andressa Fontes, “não existe alimento tão completo quanto o leite. Ele deve ser prioridade, exceto quando realmente não for possível”.

Fases ósseas

Em fases como a infância e adolescência, há uma ascensão da massa óssea e muscular. Por isso é um período que deve ser bem aproveitado, onde a criança e/ou jovem precisa ser estimulado a fazer atividade física com regularidade, além de diminuir o tempo de tela, televisão, tablet e celular.

Na idade adulta, deve-se manter o pico tanto em relação à massa óssea, quanto à massa muscular, fazendo exercícios que tenham impacto.

Ossos na terceira idade

É na terceira idade que aparece a maioria dos problemas em relação aos ossos. As principais doenças são osteopenia e osteoporose, que estão relacionadas à diminuição da massa óssea. Isso acontece devido ao processo de envelhecimento, podendo ser melhorado por meio da prática de atividade física e nutrição adequada.

Veja também (Ossos Fortes na Terceira Idade)

Nutrientes essenciais

Em relação aos nutrientes na terceira idade, é essencial manter a presença do zinco, magnésio, vitamina K, vitamina D e do boro.

Queijo (canastra, curado e coalho) e o iogurte têm uma melhor absorção e aproveitamento desses nutrientes pelo corpo. Já os vegetais verdes-escuros, como espinafre, folhas de couve e brócolis têm um efeito anti-inflamatório, assim como as castanhas, as oleaginosas e o ômega 3. A aveia representa as fibras que ajudam no bom funcionamento intestinal.

Conteúdos relacionados

Matéria originalmente veiculada no programa de 4 de agosto de 2019.