fbpx

Aos domingos, 8h15 no

Por Sempre Bem

Os benefícios de namorar para a saúde

O amor estimula a nossa criatividade, aumenta a autoestima, a empatia, o poder de comunicação, e muito mais. Pra falar um pouco mais disso, a Bruna Thedy conversou com a sexóloga Josi Mota sobre o assunto. Confira!

Quem nunca sentiu o coração acelerado e aquela vontade de ficar perto de outra pessoa? Muita gente acha que isso só faz bem para a alma. Mas uma pesquisa da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, concluiu que namorar e ter alguém alto-astral faz bem para a saúde também.

Relacionamento saudável

Isso só vale para relacionamento saudável, “porque dá uma sensação de conforto, confiança, prazer e de estar numa coisa boa. E esses benefícios reverberam em nosso corpo”, explica a sexóloga Josi Mota. Um dos fatores principais para saber se a pessoa está em um relacionamento saudável é se sentir capaz de ser você mesmo.

Benefícios do amor para a saúde

Para Josi, o amor faz muitas coisas pela saúde, principalmente porque a pessoa fica muito criativa e isso faz com que a autoestima fique muito boa, reverberando no trabalho e na vida como um todo. Isso facilita a empatia e a comunicação com quem está se envolvendo. Também se desenvolve a tolerância e paciência.

Mas, é preciso estar com uma pessoa alto-astral, alegre e que coloque a gente pra cima. “Estar com uma pessoa feliz, alegre, que nos coloque pra cima nos dá a sensação de autoestima e de que se pode ganhar o mundo”, revela a sexóloga.

O amor tem todas essas maravilhas, além de ser incrível você estar numa relação, apaixonado ou amando, uma relação saudável. Mas, ao mesmo tempo, se não é a pessoa ideal, é melhor ficar sozinho.

Relacionamento tóxico e abusivo

“Da mesma maneira que o amor pode trazer muitos benefícios, quando você está com uma pessoa que te puxa muito pra baixo, ela pode dominar a sua autoestima e não deixar que você não seja quem é. Ou seja, todos os ganhos de uma relação saudável serão perdidos numa relação não saudável ou abusiva”, cita Josi.

Atualmente, se escuta muito esse termo relacionamento tóxico ou abusivo. Muita gente está dentro da relação e não consegue enxergar. De acordo com a especialista, as pessoas estão presas nas sensações boas que inicialmente essa relação provoca, principalmente porque uma relação abusiva não tem só coisas ruins.

Sintomas de quem está apaixonado

Quando as pessoas estão apaixonadas, elas ficam felizes ao ver o outro, ansiosas sentem calafrio, arrepio, frio na barriga e um sentimento bom por dentro, têm vontade de ver, coração bate mais forte… uma mistura de sentimentos.

Dizem, inclusive na Ciência, que esse tipo de sensação dura pouco. No caso da paixão, quando a gente tem a sensação das borboletas, tem um pouco a ver com o hormônio do amor. Ele fica misturado e dá essa sensação que se considera parecido com bichinhos na barriga”, ressalta Josi Mota.

Para resgatar essas sensações em relacionamentos mais longos e duradouros, é preciso criatividade, dedicação e muito diálogo.

Conteúdo relacionado

Matéria originalmente veiculada no programa de 9 de junho de 2019.