fbpx

Aos domingos, 8h15 no

Por Sempre Bem

Flacidez do rosto e ginástica facial

Todo mundo sabe que o envelhecimento é uma ação natural, gradativa e irreversível, ou seja, a flacidez e a perda de elasticidade da pele são processos que não podem ser evitados. Ou será que podem? É disso que a gente vai falar agora com Melina Baquit que é fisioterapeuta dermatofuncional.

O que acontece com o rosto com o passar dos anos?

“Tem uma queda do colágeno, que dá sustentação para a pele. A partir dos 20 a 25 anos, existe uma queda na produção dessa proteína, ocasionando flacidez do rosto”, comenta a fisioterapeuta dermatofuncional.

Pelo calor do clima, ar-condicionado e ingestão de pouca água durante o dia, o rosto acaba ressecando. Isso acontece porque a água ingerida vai para os outros órgãos que precisam mais que a pele.

Se você fuma muito, tome cuidado porque o tabagismo contribui para o ressecamento da pele. Já a bebida alcoólica causa muita inflamação no colágeno, e quando estiver um pouco enfraquecido, ele pode morrer.

Confira a matéria: Beleza Feminina na Maturidade: Dicas de Cuidado

Se a água que eu estou bebendo não é suficiente, eu posso fazer o processo inverso de fora para dentro com os cremes?

Segundo Melina, a realização desse processo é essencial. Entre 20 e 25 anos, se deve fazer a reposição de hidratantes à base de água. Com o avançar da idade, o ideal é usar produtos um pouco mais fortes, como coenzima Q10 e DMAE, que é um ativo bom para o colágeno.

Leia também: Amigas da beleza: as melhores vitaminas para pele e cabelos

Mas antes de tudo, é preciso esfoliar a pele, caso contrário, não absorve os produtos. Se usar maquiagem, protetor solar e hidratante, e existir uma barreira muito grande os cremes não vão ter efeito.

Tipos de flacidez

Há dois tipos de flacidez no rosto: a flacidez da pele, que a mais comum é a de rosto, mas tem também a flacidez muscular relacionada ao corpo.

“Se a gente for pensar, muitas vezes, a bochecha caída não é falta de colágeno, pode ser um músculo que caiu. Então, a flacidez muscular é mais prejudicial visualmente do que a flacidez de pele”, aborda Melina Baquit.

Ginástica facial

A ginástica facial ajuda a tratar a flacidez, mas deve ser feita com frequência. Existem alguns exercícios que podem ser feitos em casa e ajudam a amenizar esse problema. Confira:

  • Papada: coloque a mão embaixo da papada, a língua no céu da boca e faça movimentos com a língua deslizando nessa região não só a boca. 
  • Maçãs do rosto: dê um sorriso amarelo em frente ao espelho.
  • Testa: levante a sobrancelha e procure sustentar essa posição.

O ideal é fazer a ginástica facial de duas a três vezes por semana. Quando se faz o exercício, a contração muscular gera um aumento da circulação, deixando o rosto mais nutrido e iluminado.

Cuidar da pele é uma excelente maneira de fazer com que os efeitos da idade sejam amenizados.

Conteúdos relacionados

Matéria originalmente veiculada no programa de 24 de março de 2019.