fbpx

Aos domingos, 8h15 no

Por Sempre Bem

Obesidade no Brasil: Doença Avança Rapidamente

Os índices de excesso de peso e obesidade no Brasil são alarmantes. A obesidade já é uma realidade para 20% dos brasileiros. Já o sobrepeso atinge 54%, ou seja, mais da metade da população. Entre os jovens, a obesidade aumentou 110% em 10 anos.

Os índices de excesso de peso e obesidade no Brasil são crescentes e alarmantes. Por isso, o Sempre Bem de hoje dedica o programa inteirinho falando sobre esse assunto. 

A obesidade já é uma realidade para quase 20% dos brasileiros. Já o sobrepeso atinge 54%, ou seja, mais da metade da população. Entre os jovens, a obesidade aumentou 110% entre 2007 e 2017. 

Esses dados são surpreendentes e é justamente sobre isso que a gente vai falar com a Ana Flávia Torquato, que é endocrinologista.

O que esses dados de obesidade representam no Brasil?

Segundo a endocrinologista, são dados bem alarmantes e preocupantes porque tanto é um número muito alto, como vem crescendo a cada vez que a pesquisa é refeita.

Como saber se está obeso ou com sobrepeso

Os critérios utilizados para definição são orientados pela Organização Mundial da Saúde. É um cálculo feito a partir do índice de massa corpórea (IMC), que divide o peso (em quilogramas) pela altura (em metros) ao quadrado. Confira a seguir a tabela com as classificações:

  • Peso adequado: entre 18,5 a 24,9
  • Sobrepeso: entre 25 e 29,9
  • Obesidade: acima de 30
  • Obesidade grave: acima de 40

IMC

O IMC pode variar de acordo com a estrutura corporal da pessoa. “É uma ferramenta importante e muita utilizada em nível populacional, mas em nível individual não informa onde a gordura está localizada”, ressalta a profissional.

Leia o artigo (Obesidade infantil: quais os riscos?)

Esse fator é essencial, porque existe a gordura intra-abdominal (inflamada) que está a associada a doenças, como diabetes, gordura no fígado e hipertensão; assim como a gordura subcutânea (que não faz mal) localizada nas coxas e glúteos. 

Por que a obesidade está aumentando e piorando ano a ano?

São vários fatores, como:

  • Genético: as pessoas podem nascer com predisposição genética para desenvolver a obesidade, mas isso sempre aconteceu. O que mudou foi o ambiente e o impacto da oferta de diversos alimentos e de sabor muito palatável, sendo ricos em gordura e carboidrato (açúcar)
  • Sedentarismo: as pessoas estão menos ativas e isso também contribui

Medida da circunferência abdominal

Conforme Ana Flávia, para estar saudável o ideal é que o abdômen seja menor que a metade da altura da pessoa.

Confira também (Fuja da Gordura Abdominal: Ela Causa Diversos Problemas)

Conselhos para prevenir a obesidade

Confira medidas importantes para prevenir a obesidade e manter a qualidade de vida e saúde:

  • Exercício físico regular: no mínimo 150 minutos por semana, é o que a Organização Mundial da Saúde preconiza
  • Alimentação saudável, incluindo bastante frutas, verduras, grãos integrais e gorduras saudáveis 
  • Manejo do estresse 
  • Dormir bem à noite 
  • Beber bastante água

Conteúdos relacionados

Matéria originalmente veiculada no programa de 17 de março de 2019.