fbpx

Aos domingos, 8h15 no

Por Sempre Bem

O segredo do equilíbrio

Você pratica ioga, surfa, anda de skate ou slackline? Se a sua resposta for sim, provavelmente tem um ótimo equilíbrio. 

E é justamente disso que a gente vai falar agora com a instrutora de ioga Yelw Felicio e o educador físico Reno Brasil.

O que gera a perda de equilíbrio?

De acordo com Reno Brasil, a perda de equilíbrio pode vir desde um desarranjo fisiológico, como a labirintite, uma disfunção que precisa de um médico para ajudar, ou simplesmente falta de força nos membros inferiores e músculos do centro do corpo, que promovem instabilidade para as articulações.

Como ter um bom equilíbrio

É preciso fazer um trabalho de uma forma geral. “Tem que fortalecer os membros inferiores, buscar estabilidade nas articulações do trio inferior (quadril, joelho e tornozelo) e trabalhar a mobilidade articular”, comenta o educador físico.

Confira também (Encontrando o Equilíbrio: veja como lidar com o estresse)

Esse trabalho é feito por meio de exercícios físicos tipo musculação?

A musculação tradicional pode ajudar bastante no fortalecimento, mas deixa a desejar na parte de estabilidade e funcionalidade.

Ioga

A ioga tem uma filosofia de completar tudo. O equilíbrio está ligado não só nas pernas, mas também na mente. “Todo o trabalho de ioga é voltado para a busca desse equilíbrio de corpo, mente, emoções e psique”, pontua a instrutora.

Como atingir o centro da gravidade do corpo por meio da ioga

A ferramenta para desenvolver esse equilíbrio é o corpo, onde se encontra um centro de gravidade. Conforme Yelw Felicio, toda a prática é voltada para alinhar o indivíduo ao seu centro. Para isso, é preciso começar com um alongamento, pois o centro de gravidade vai depender das musculaturas anterior e posterior.

Dicas para ativar mais o equilíbrio na ioga

Quando se fala de membros inferiores (pés e pernas), está relacionado ao instrumento que a pessoa tem para caminhar no mundo. “As posturas em pé favorecem o fortalecimento do membro inferior. A ioga se concentra no alinhamento dos ossos. Quando ele ocorre, a força é bem distribuída”, ressalta a instrutora de ioga.

Se a pessoa tem desequilíbrio, pode começar de uma forma mais fácil e treinando o equilíbrio para evoluir conforme seu tempo.

O fato do idoso cair bastante está relacionado ao equilíbrio?

“Com o avanço da idade, entre 60 e 69 anos, esse indivíduo começa a perder o seu equilíbrio, principalmente, na situação anteroposterior”, salienta Reno Brasil.

Os estudos revelam que o idoso perde em torno de 52% desse equilíbrio. Isso pode ser compensado por meio da atividade física de fortalecimento muscular e de coordenação motora do dia a dia.

Conteúdos relacionados

Matéria originalmente veiculada no programa de 24 de fevereiro de 2019.