De segunda a sexta, 8h30 na

teste teste teste
Alergia ou Intolerância?
Comportamento

Alergia ou Intolerância?

Entenda a diferença e saiba como identificar cada caso

Por Sempre Bem

Muito se fala em alergias e intolerâncias alimentares, mas será que as diferenças entre esses dois transtornos estão claras? Apesar de parecerem a mesma coisa e apresentarem sintomas muito parecidos, alergia e intolerância são reações diferentes. O que vale para ambas é retirar do cardápio o alimento causador do transtorno. No topo da lista dos que causam mais intolerância estão: leite, trigo, ovo, laranja e tomate.

Alergia é quando o corpo reage de forma exagerada, tratando substâncias comuns como venenos - uma reação que pode ser fatal. Já a intolerância, é quando o corpo não consegue digerir ou metabolizar um produto. O exemplo mais comum é o do leite. Segundo especialistas, duas em cada três pessoas no mundo não produzem a lactase, a enzima que digere a lactose do leite, isto é, são intolerantes.

Ou você é alérgico ou não é. Na intolerância há uma graduação, você pode ser pouco ou muito intolerante, e sua reação depende da quantidade que foi consumida, mas vai ser sempre a mesma. Na alergia a reação é cada vez pior.

-ALERGIA ALIMENTAR-

Sintomas: os sintomas comuns na alergia alimentar são: diarreia, cólicas abdominais, vômitos e náuseas. Em crianças, o vômito logo após ingerir o alimento do qual se tem alergia é comum, assim como a falta de apetite e baixo peso.

Diagnóstico: o diagnóstico da alergia alimentar é de difícil precisão e feito sempre sob orientação médica. O método mais utilizado é o de abolir o consumo dos grupos alimentares suspeitos por um período de tempo determinado e depois voltar a incluí-los na alimentação, observando o aparecimento dos sintomas. Outro exame típico é o teste de sensibilidade cutânea, além da análise minuciosa do histórico clínico do paciente.

Tratamento: Não há cura para a alergia, mas há tratamentos para diminuir a sensibilidade a alguns medicamentos, e há vacinas para induzir uma tolerância maior a alguns fungos, insetos e ácaros – com grandes índices de sucesso.

-INTOLERÂNCIA ALIMENTAR-

Sintomas: os sintomas apresentados pela intolerância alimentar são semelhantes aos da alergia alimentar, como: diarreia, cólicas abdominais, náuseas e vômitos.

Diagnóstico: o diagnóstico da intolerância alimentar é geralmente feito a partir de um levantamento clínico do paciente, incluindo frequência alimentar, exame físico, testes bioquímicos e imunológicos.

Tratamento: Algumas intolerâncias podem ser temporárias após infecções graves. Mas, na maioria dos casos, ela vai acompanhar o indivíduo pelo resto de sua vida. Como a reação pode ser leve, algumas vezes é possível conviver com o produto causador da intolerância, controlando apenas quantidade e frequência.

Por Sempre Bem

Comentários

Cantinho da Fê

Fernanda Queiroga mostra que uma produção não precisa de muito para fazer bonito.

Conheça