Aos domingos, 8h15 no

teste teste teste
Páscoa sem culpa
Bem-Estar

Páscoa sem culpa

Conheça ótimos motivos para você se deliciar com os ovos de chocolate

Por Sempre Bem

O chocolate é, quase sempre, irresistível. E, nessa época de Páscoa, ele chega com força total, de todas as formas e tamanhos. Os ovos de páscoa encantam desde as criancinhas, com seus temas e personagens preferidos, até os mais crescidinhos que se encantam com os novos sabores lançados. Portanto, a Páscoa é, sem dúvida, o momento mais doce do ano.

Porém, junto com tanta delícia, vem o tormento da mulherada: a balança. E é nesse momento que o chocolate passa de desejado a rejeitado, sendo considerado o maior vilão das dietas. Entretanto, vários estudos já comprovaram os benefícios desse alimento para a nossa saúde.

Só que, para desfrutar desses inúmeros benefícios, o chocolate deve ser consumido na quantidade e na hora certa. Especialistas indicam que ele deve ser ingerido pela manhã ou no final da tarde, momento em que ocorrem os picos de secreção do cortisol, hormônio do estresse, e para se livrar dele, nada melhor do que um chocolate amargo. Quanto mais amargo, maior a concentração de flavonoides, substâncias antioxidantes do cacau responsáveis pela proteção contra doenças.

E para te deixar com a consciência tranquila, separamos alguns bons motivos para você comer seu ovinho de chocolate sem culpa.

1. Combate o mau humor
O cacau contém uma substância conhecida como feniletilamina, que, quando ingerida, manda de fato o mau humor embora. O chocolate tem também alto teor de magnésio, mineral que age como regulador do humor, equilibrando os níveis dos neurotransmissores serotonina e dopamina, envolvidos no bem-estar. Estudos garantem que apenas o cheiro do chocolate é suficiente para diminuir o estresse.

2. Favorece o emagrecimento
Comer um tablete amargo pela manhã, ainda em jejum, aumenta a saciedade e propicia a perda de peso, de acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade Real de Copenhague. No estudo, os participantes que consumiram chocolate amargo antes do café da manhã, com o passar das horas, sentiram menos fome que o restante da turma, que saboreou um tablete ao leite. "A diferença na ingestão de calorias ao longo do dia chegou a 15%", diz a nutricionista Lone Brinkmann, que conduziu o trabalho.

3. Reduz a pressão arterial
Após acompanhar mais de 19 mil pessoas, entre 35 e 65 anos, por uma década, cientistas alemães chegaram a uma conclusão deliciosa: aqueles que comem cerca de 7 gramas de chocolate por dia são menos propensos à hipertensão. A quantidade equivale a um quadradinho de chocolate amargo. "Há evidências de que os flavonoides aumentam a elasticidade dos vasos sanguíneos, por incentivarem a produção do óxido nítrico", justifica o epidemiologista Brian Buijsse, que assina o trabalho do Instituto Alemão de Nutrição Humana. Mas há um porém: "É preciso cortar algum alimento calórico para inserir o chocolate na dieta ou o aumento de peso anulará os benefícios", ressalva o pesquisador.

4. Previne o derrame
Comer chocolate pelo menos uma vez por semana reduz o risco de derrame e acelera a recuperação de pacientes que tiveram isquemia cerebral. Uma das pesquisas avaliou 44 mil pessoas, e as que consumiram uma porção de chocolate por semana apresentaram uma probabilidade 22% menor de sofrer um AVC. Em outro trabalho, apontou-se que comer 50 gramas por semana diminui em 46% o risco de morrer em caso de acidente vascular. "Tudo indica que, mais uma vez, o benefício se deve aos flavonoides, que são antioxidantes e conseguem dilatar os vasos sanguíneos", diz a médica Sarah Sahib, que coordenou o trabalho.

Com todos esses motivos, ficou fácil aproveitar a Páscoa da melhor maneira: se deliciando, moderadamente, com os ovos de chocolate.

Por Sempre Bem

Comentários

Recomendamos

Cantinho da Bruna

Bruna Thedy mostra que uma produção não precisa de muito para fazer bonito.

Conheça