Pague Menos: 30 anos baseados em inovação, conveniência e cidadania

Rede comemora três décadas em 2011 como número 1 do varejo farmacêutico nacional.

Em 19 de maio de 1981, Deusmar Queirós não só inaugurava sua primeira farmácia no bairro Ellery, em Fortaleza. Naquele momento, o empresário abria as portas para uma história empreendedora com a cara do Brasil. A Farmácia Pague Menos começou tímida na capital cearense, mas logo ganhou espaço para se tornar a primeira rede varejista presente nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal.

Mais de 400 pontos de venda e 11 mil funcionários, distribuídos por 140 cidades do país. Faturamento anual superior a R$ 2 bilhões. “Para alcançar esses feitos únicos, apostamos no tripé inovação, conveniência e cidadania, unindo a simpatia brasileira a modelos de negócios consagrados internacionalmente”, relata Queirós.

A rede incorporou rapidamente o conceito norteamericano de drugstore, ao conquistar o direito de oferecer conveniência e outros produtos a seus clientes. Em 1989 inovou mais uma vez, ao lançar o serviço de recebimento de contas antes mesmo de o Banco Central criar o serviço de correspondente bancário. Em 1993, a primeira loja do Rio Grande do Norte deu início ao projeto de expansão no Nordeste e Norte.

A evolução era nítida e permanente. Mas a afirmação nacional teria seu primeiro e decisivo passo com a primeira loja aberta em São Paulo no ano de 2002. O caminho estava preparado para a ampliação pelas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. O fôlego se tornou redobrado com o início das operações de seu centro de distribuição de 30 mil m² de área construída. “Temos hoje capacidade para atender mil pontos de venda, o que assegurou as bases para um crescimento sustentável e para um projeto de abertura de capital em 2012”, conta Queirós.

Quando, em 2009, a Pague Menos inaugurou unidades em Roraima e Amapá e passou a ocupar 100% do território nacional, sua grandiosidade já era reconhecida. Desde 2005 a empresa figura no privilegiado ranking Melhores & Maiores da revista Exame. E como um bom empreendedor, Queirós não para. O empresário comanda a implementação de um novo modelo de governança corporativa, que deve alavancar seu crescimento e em dois anos fazê-lo ultrapassar a marca de 500 pontos de venda e faturamento de R$ 3 bilhões.

Ações especiais

As atividades da Farmácia Pague Menos, literalmente, avançam as gôndolas. A rede mantém planos anuais de investimentos milionários em marketing – só em 2010 foram cerca de R$ 30 milhões. Há pouco mais de 2 anos, estreou um programa de TV semanal com assuntos ligados a saúde e bem-estar. O Pague Menos Sempre Bem é exibido em todo o Brasil pela Rede TV! e conquistou as casas de 126,2 milhões de espectadores às 17h45 dos domingos.

Os recursos também são destinados a concursos de fotografia de bebês e de redação, sorteio de casas, entre outras. A rede promove ainda iniciativas como o Circuito de Corridas – lançado com sucesso em 2010 em cinco capitais – e o Encontro de Mulheres, que já está na sua 10ª edição e é considerado o maior evento feminino do país, reunindo mais de 6 mil mulheres em três dias de intensa programação. “Acreditamos no marketing como elemento capaz de beneficiar a população e de levar até ela sonhos e informações relevantes em prol de sua qualidade de vida”, conclui Queirós.

Responsabilidade social

Se o tema da hora é responsabilidade social, a Pague Menos faz desse tema uma realidade desde 1985, com os programas de doação de ambulâncias e cadeiras de rodas. Em 1998, tornou-se a primeira empresa nordestina a adotar um município no programa social Alfabetização Solidária. Cinco anos mais tarde, assinava parceria com a Unicef e dava início ao Infância Feliz Pague Menos, que contribui para a educação de crianças de baixa renda por meio da doação de livros a bibliotecas comunitárias.



S c r i t t a
Jornalista responsável: Paulo Piratininga - MTPS 17.095
Contato: Katja Jardim / Cristiane Lourenço
Tel./fax: 11/5561-6650 ou 11/3588-6650
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
www.twitter.com/scrittainforma
www.scritta.com.br
Outubro/2010

Matéria publicada em: